17.10.12

Hoje eu quero o arco-íris


Texto do dia 12 de janeiro de 2009



Hoje eu quero o arco-íris. 

Quero olhar o céu se abrir depois da chuva, as nuvens feito algodão se dissolvendo para dar lugar à ponte colorida que liga o norte ao sul. 

Quero o canto dos passarinhos que festejam os raios de sol. Quero que o vento atrapalhe meus cabelos e ouvir a brisa me contar segredos. Só por hoje. 

Quero o riso das crianças da minha rua. Quero bolo de cenoura com cobertura de chocolate. Chegar em casa, tirar o sapato apertado e andar descalços. 

Ouvir as músicas do Chico, da Marisa, -aquelas que fazem meu coração ficar cor-de-rosa.

Hoje eu quero sentir fragrâncias de jasmim, de folhas de laranjeira e de terra molhada. Quero visitar os campos de girassóis e me perder entre eles. E queria também que estivesses comigo. 

Só por hoje eu quero não ter que disfarçar o que sinto. Lembrar-me de ti, daquele teu sorriso largo e é claro, do beijo de borboleta que me deste. 

O ideal para mim hoje, seria uma dose de coragem, e dizer-te as palavras certas, bonitas, cheias de doçura e bondade. 

Mas essa coragem me falta, meu bem. E fico aqui, estática, imóvel. O que me resta é só uma canção que vai tocando até o sol raiar. 

Pobre coração. Sempre a sabotar os sentimentos. 

Um dia tomo coragem e abro essa janela para que a primavera entre. 

E então, será só festa, corações pulsando em um mesmo ritmo e borboletas no estômago! 

Hoje eu quero o arco-íris, apenas isto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow by Email